Não Melhore seu Processo. Transforme os Valores!

25/04/2016

Gerar soluções depois que o problema já aconteceu não é lucrativo.

 Nao Melhore_seu_Processo_Transforme_os_Valores

 O cliente não gosta de ser cobaia do processo de gestão, prefere manter um relacionamento comercial 100% satisfatório; quando é atendido em todas as suas expectativas, indica mais três novos clientes. O princípio da satisfação total está acima da solução imediata dos problemas vividos pelo cliente no negócio. Gerar soluções depois que o problema já aconteceu não é lucrativo, melhor é criar ações estratégicas que atendam todas as possíveis necessidades dos clientes; dessa forma o resultado é infalível. Melhorar processos é o mesmo que ficar remendando “pano velho”!

 

Tem empresa que até premia o colaborador empenhado em resultados, outras concedem benefícios pelo reconhecimento etc. Para o empresário seguir as próprias convicções, ele necessita estar preparado para tomar decisões assertivas e aguardar o momento certo de movimentar suas ações. Não adianta premiar e agradar o colaborador; todos necessitam reconhecer que o papel da empresa é atender o cliente com excelência.

 

Se você perguntar para qualquer pessoa: você prefere entrar num lugar e ter todas as suas necessidades atendidas em detalhes ou prefere ser incomodada por algo para depois ser atendida? Qualquer cliente com saúde emocional optaria pelo primeiro exemplo.

 

Empresas declinam e não alcançam seus objetivos por permanecerem reparando os mesmos erros. Empenhar esforço no combate dos erros e desperdícios, quando o conceito do processo está equivocado; é o mesmo que ficar remendando “pano velho”! Aplaudir soluções constantes, geradas em função das necessidades é um erro, pois a solução tem que ser duradoura. 

 

Quando o erro está no conceito empresarial, formado na concepção do negócio, a empresa viverá tratando das consequências disso; enquanto a causa permanecerá maquiada. A solução é a transformação e a conversão dos valores operacionais, estratégicos e táticos.

 

O resultado de análises sobre o ambiente interno da empresa demonstra que 95% das ações são movidas por necessidades, as outras 5% são ações estratégicas de criação. O profissional Consciente inverte essa posição criando 95% de estratégias para que não haja necessidades. Gerar resultados assertivos, enxergar o problema antes de o cliente experimentar o erro é fundamental. O cliente não quer ter necessidade, prefere encontrar tudo que precisa – se tiver a intenção de sentar, haverá a cadeira esperando por ele.

 

Por Paulo Eduardo Dubiel

Executivo em Gestão de Marketing & Negócios, Esp. – www.peds.com.br