Excelentes ideias e soluções podem fracassar na execução

10/03/2014

O bom planejamento, ideia e solução, dependem integralmente da excelência na execução do processo de gestão.

Excelentes ideias_solucoes_podem_fracassar_execucao 

O processo de gestão, quando parte do planejamento estratégico, com boas ideias, soluções e iluminado pela realidade do consumidor; executado, avaliado, controlado e adequado de forma correta é sucesso garantido. No entanto esse mesmo planejamento pode falhar, em função do erro de previsão para o retorno dos resultados, quando a ação é abortada antes de alcançar seu potencial produtivo. Há também o negócio com excelente ideia e solução, colocados em prática de forma errada ou inadequada ao potencial da equipe, gerando com isso resultado insatisfatório. Esses são os principais cenários enfrentados no mundo empresarial, que servem como alerta para que todo processo de gestão, antes mesmo de ser colocado em prática, seja avaliado; para depois executado, controlado e adequado periodicamente.

 

Diante do problema ou da necessidade de crescimento do negócio, não adianta apenas ter excelentes ideias, soluções estratégicas bem planejadas, para conquistar bons resultados. O negócio dependerá principalmente de como o planejamento será processado, executado, controlado e adequado. Uma ação depende da outra, e quando houver erro em alguma etapa o resultado poderá ser comprometedor.

 

Planejamento, execução e resultado são três etapas dependentes, que proporcionam sucesso ao negócio, caso o conteúdo seja adequado e inovado conforme as necessidades do cliente. É importante que haja, se necessário, a adequação do processo e até mesmo do planejamento, quando o feedback do cliente indicar essa necessidade.     

 

É provável que uma péssima solução obtenha mais sucesso que a boa ideia, quando o processo de gestão e execução são excelentes, pois no decorrer do tempo da execução existe a chance dos erros serem afastados e muita coisa adequada e melhorada. O como fazer as coisas certas, para o cliente certo, na hora e lugar certo são fatores preponderantes na obtenção do sucesso da operação.

 

O tempo para o sucesso do negócio acontecer é imprevisível, principalmente quando trata-se de um novo projeto dependente do comportamento do consumidor. Mesmo com os resultados de pesquisa favoráveis, o feedback do cliente após implementação deve ter o poder de mudar o processo e toda empresa se necessário for, para atender as exigências do mercado com excelência. Nessa visão, não pode haver a vontade imediatista do empresário brasileiro – quer lucro e sucesso rápido, a curto prazo.  

 

Enfrentar cenários de crise, lucros, crescimento, declínio no mundo empresarial é comum, no entanto a intensidade que eles oscilam é que determinará a força e fraqueza do negócio e gerará as ameaças e oportunidades. Existem negócios que podem oscilar para índices tão baixos que não conseguem mais se recuperar. Os detalhes fazem a diferença, potencializam negócios, escondem os erros e geram problemas. Se o detalhe é estratégico ou pernicioso, o resultado será bom ou ruim. As pequenas ações/detalhes mudam histórias.

 

O tempo para um projeto gerar resultado dependerá das oscilações mercadológicas, ele até pode se propagar com a ajuda de algumas ações, tais como: publicidade, propaganda, marketing direto, ações de merchandising etc. Ocorre que essas ações de comunicação também podem comprometer a lucratividade e o capital de giro, ao ponto de consumirem o retorno monetário. É por essa razão que o ponto de equilíbrio entre o tempo real de maturidade do produto e o dinheiro investido deve ser respeitado.

 

É bom que o processo de gestão siga um norte seguro, estável e contínuo, com base na realidade do consumidor; mesmo com a projeção da obtenção de lucro sendo a longo prazo. Adequar se necessário e evitar a mudança da ideia principal é indicado quando o planejamento teve assertivamente sua base de informação garantida. A perseverança com estratégia, planejamento e inteligência pode contribuir plenamente para o sucesso do negócio quando o mesmo for promissor, fato detectado nas respostas de pesquisa e posteriormente no planejamento. Desse ponto em diante cabe a execução e adequação com segurança.

 

Não há como afirmar em qual etapa deve-se investir mais tempo – se no projeto de pesquisa, planejamento ou execução; a quantidade de tempo investido dependerá da complexidade do negócio (se qualitativo ou quantitativo). Um megaevento por exemplo, exigirá até cinco meses de planejamento, para ser executado em um dia. A abertura de um novo negócio, uma invenção por exemplo, dependerá do projeto de pesquisa qualitativa e planejamento que podem ser feitos em até quatro meses, podendo o retorno da execução demorar até um ano ou mais.

 

O início de todo negócio é a base do sucesso, se o investidor iniciar errado dificilmente obterá retorno. Pode-se afirmar que quando o projeto e as respostas de pesquisa são favoráveis, a base do negócio e o planejamento também serão. Com isso as ideias e estratégias podem ser executadas sem que haja o receio de estar seguindo o norte errado e ter a necessidade de parar ou abandonar o projeto inicial. A adequação é o alimento do sucesso na execução, por isso não mude a ideia planejada, apenas adéque-a ao consumidor e mercado.      

  

Por Paulo Eduardo Dubiel 
Executivo em Gestão de Marketing e Negócios, Esp.

www.peds.com.br